Arquivo da tag: filmes

Clássicos de Sábado

Slade – Cum on Feel The Noise (1973)

Veja mais clássicos de sábado aqui.

post: Gustavo

White Lunar

Nick Cave pode ser considerado um dos músicos e artistas mais completos, criativos e alternativos da atualidade. Junto com seu parceiro de mais de 15 anos, Warren Ellis, compõe juntos para o Nick Cave & The Bad Seeds, Grinderman (as duas bandas que eles dividem) e para a banda de Ellis, Dirty Three

Warren Ellis e Nick Cave na capa de "White Lunar"

Além dessas três bandas sensacionais, os australianos também estão experts em compor trilhas sonoras para filmes. Tanto o material é vasto e bom, que em setembro de 2009, lançaram White Lunar, disco duplo que reúne o melhor das trilhas de vários desses filmes, além de um material inédito, nunca antes lançado ou usado nos longas. Som de primeiríssima.

Links:
Amazon
Página Oficial do disco
Site Grinderman (ouça as músicas)
 

post: Gustavo

Chivitz na parede da Choque

Chivitz é um conhecido grafiteiro, artista urbano (e apresentador) paulistano. Até o dia 23 de dezembro, ele apresenta sua primeira exposição solo na Galeria Choque Cultural, em São Paulo.

A Kana Filmes foi lá na galeria conversar com ele a respeito seu trabalho.

(Acione o HQ para melhor qualidade)
Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

x

Chivitz na Galeria Choque Cultural
R. João Moura, 997 – Até 23/12/09
http://www.choquecultural.com.br/

The Darjeeling Limited Soundtrack

Trilhas sonoras são sempre prazerosas de se adquirir quando carregam boas lembranças à experiência do filme.

The Darjeeling Limited (veja o trailer), último longa lançado por Wes Anderson (Os Excêntricos Tenenbaums e A Vida Marinha de Steve Zissou), é um desses ótimos exemplos. O filme é muito bom, uma aula de direção de arte e direção, e, como todos os filmes de Wanderson, tem uma trilha escolhida com precisão.

Além de clássicos muito bonitos e muito tocados como Play With Fire, do Rolling Stones, e três músicas do The Kiks (This Time Tomorrow, Strangers e Powerman), tras outros clássicos que as gerações mais novas não tiveram facilmente o prazer de conhecer. Elas seguem abaxo. E aqui, um link da Amazon para escutar e, quem sabe, comprar o disco, porquê vale a pena (quem ainda não assistiu o filme, o faça antes de qualquer coisa).

Peter Sarstedt – Where do you go to (my lovely) (1969)
 

Joe Dassin – Les Champs-Elysées (1970)

 The Rolling Stones – Play With Fire (1965)

 

 post: Gustavo

Terence Blanchard para poucos

Hoje é a ultima chance de ver a passagem de Terence Blanchard por São Paulo.

Ele faz seu último show hoje a noite, no Bourbon Street, onde também tocou na última quarta-feira. Os ingressos custavam os salgados R$120. Caro, como já é tradição da casa. Além disso, fez uma apresentação ontem no Sesc Pompéia, cujos ingressos, limitados e bem mais baratas, acabaram rapidíssimo, como também já é tradição por lá. Deve ter sido sensacional.

Terence Blanchard é um dos mais consagrados trompetistas de jazz americano. Depois de tocar em grandes bandas como Lionel Hampton Orchestra e Art Blakey & The Jazz Messengers nos anos 80, já entrando para o primeiro time da cena em New Orleans, ainda virou lenda nos anos 90 fazendo trilhas para vários filmes (só do Spike Lee, ele fez para todos, de “Malcom X” a “Inside Man”). Atualmente, desde 2000, ele é diretor artistico do Thelonious Monk Institute of Jazz, um instituto sem fins lucrativos (fundado pelo próprio Thelonious) que organiza programas de educação musical em escolas públicas dos EUA.

 Vamos torcer para que ele volte, rápido, e de forma mais acessível.

TERENCE BLANCHARD jaming at Vitoria’s Festival 2007
 

TERENCE BLANCHARD (lesson in thelonious monk Institute)
 

 

post: Gustavo

Telefone sem fio

Logo depois da menção, no post anterior, do Simian Mobile Disco, um grupo inglês que toca remixes modernos, o pessoal da banda Labmusica, coincidentemente, indicou o vídeo abaixo.

Este tipo de vídeo, simples, de baixa resolução, que apela para o mídia viral, está no auge da evidência, contrapondo-se ao exibicionismo tecnológico que alguns videoclipes fazem questão de exibir. Cada um com o seu objetivo, em suas diparidades. Ainda bem.

Simian Mobile Disco – Hustler (2009)
 

Abaixo, outro vídeo que virou sucesso absoluto na rede.

Calma, tem tarjas.

Matt & Kim – Lessons Learned (2009)
 

 

post: Gustavo

Variações do mesmo tema: cinema (SP TERROR)

Além das mostras de Jean Rouch e Chris Marker, o SP TERROR 2009 oferece mais opções de filmes para quem não quer passar o fim de semana assistindo a especiais de Michael Jackson na televisão.

O festival de filmes de terror Trash começou ontem, com uma exibição especial só para convidados de Halloween, e vai até o dia 2/07 (quinta), lá no Reserva Cultural

São 27 títulos de vários países, trazendo o melhor da produção atual e atemporal do gênero. 

Confira tudo no site oficial.

 

post: Gustavo