Sem rosto – Capítulo 1

Um dia ele acordou com outro rosto.
Levantou caído, mas não lembrava de ter bebido. Aliás não lembrava de nada.
Talvez tivesse bebido.

Olhou no espelho, e viu outro rosto.
Era ele, sabia.
Mas tinha outra aparência, e consciência.

Tava cansado desse papo de ressaca.
Desculpa, mas é uma desculpa.
Beber, é, sempre.

Resolveu sair, e ser.
Normalmente, estava mais só do que nunca.
Ninguém mais notara a mudança.

Começou a repensar se lembrava.
A cara, a própria, cara.
A nova cara velha.

Pouco tempo passado, ficou confortável.
Com a situação, com sua atuação.
Estava se saindo bem como novo mesmo.

texto: Gustavo McNair

3 Respostas para “Sem rosto – Capítulo 1

  1. confortável com a situação, com sua atuação.
    é isso ae. massa demais.

  2. Melhor escritor do Brasil…
    senti umas pitadas de concretismo. já passeou por esses parques?

  3. manos, vcs viram o fetival de filmes que vai rolar, se noa me engano de hj ate quarta?
    musica e cinema de tudo quanto é gosto, sempre relacionados.
    nacionais, internacionais. samba, rock, ficcao, doc, pop, bastante coisa legal no meio. hhistoria do metal brasileiro, gimme shelter, beatles, o filmme do branco mello dos titas, jackson do pandeiro e muito mais, valia uma mensao no blog hein…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s