41 anos com Raul (20 sem)

Sexta-feira passada, completou-se 20 anos da morte de Raul Seixas (21/08/1989 – 44 anos).

Muitas homenagens (mas nem tantas assim) preencheram as programações dos meios midiáticos, sob um estranho clima de celebração. “20 anos sem Raul”. Mas, melhor do que isso, fazem 41 anos que seu primeiro disco, Raulzito e os Panteras (1968), saiu. Então, 41 anos com RAUL!

raulzito-e-os-panteras-1968DOWLOAD: Raulzito e os Panteras (1968) 

Neste ano, que estranhamente tornou-se “comemorativo”, está sendo lançado uma boa quantidade de material inédito de um dos únicos e raros ícones verdadeiros da música brasileira. Uma música inédita (“Gospel”, abaixo, restaurada de uma versão original pelo produtor Marco Mazzola, com participação de Frejat nos arranjos), um  documentário dirigido pelo Walter Carvalho (fotógrafo da maioria dos filmes nacionais), o velho-renovado Baú do Raul, e por ai vai.

Raul Seixas – Gospel (2009)
 

Raul conseguia ser realmente autêntico, polêmico, inteligente e popular, sarcástico e sensível, com uma postura que, até sua morte, se manteve honrada e intacta. O verdadeiro Rock Star tupiniquim, nordestino, universal. A quantidade de música boa que a obra de Rual guarda é impressionante. E é ainda mais impressionante, por serem sempre os mesmos hits os tocados pelas rádios, e pela mínima quantidade de clipes que ele mal teve tempo de acompanhar (a maioria dos seus vídeos são aqueles do Fantástico). O elemento surpresa, então, aumenta a paixão imediata de quem ouve, pela primeira ou milésima vez, um disco de Raul Seixas.

Entre aqui, e baixe a discografia completa de Raul Seixas.

Abaixo, ótimos vídeos raros de Raul tocando, e sua última entrevista no Programa do Jô, em 1989, ano se sua morte, ao lado de Marcelo Nova, com quem lançou “A Panela do Diabo”, último disco de sua carreira.

Raul Seixas – Rock do Diabo

Raul Seixas – No Fundo do Quintal da Escola
 

Raul Seixas – Coisas do Coração
 

Última entrevista no Programa do Jô (1989) – Parte I

Última entrevista no Programa do Jô (1989) – Parte II

 

post: Gustavo

P.S.: (reparem que todas as matérias referentes aos 20 anos de sua morte terminavam com a manjadíssima e ridícula “TOCA RAUL!”. Aqui, a gente toca porquê gosta. E muito.)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s