Tri Gaúcho

Ontem fui assitir ao longa gaúcho Ainda Orangotangos, de Gustavo Spolidoro, primeiro longa brasileiro feito inteiro em plano sequência, realizado pela galera do Clube do Silêncio.

A princípio, parece muito interessante, impressão que continua durante a abertura do filme, que começa num metrô, com uma bela imagem do nascer do sol, e o dia começando. Mas algo no filme não convence.

Talvez as atuações, um pouco exagerados, talvez a premissa do homem-selvagem sob uma grande metrópole, saturada, e um tanto difícil de ser trabalhada quando a estética escolhida é a mas realista possível, ou talvez a falta de cuidado estético que, eu sei, não é a prioridade neste caso, mas também não faz mal a ninguém. Ou mesmo o roteiro, que funcina bem para a proposta, mas fraco como narrativa dramática.

Apesar disso, é interessante assistir ao longa pelo trabalho necessário para dirigir e organizar vários atores espalhados pela cidade, e pela interessante forma de amarrar os personagens, seguindo um de cada vez, trazendo uma noção ainda maior de continuidade.

Enfim, um trabalho interessante, que merece obter conclusões particulares.

Abaixo, um tailer da internet.

E vão ao cinema!

PoSt Gustavo

Uma resposta para “Tri Gaúcho

  1. Bah quero ver este filme guri!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s